quinta-feira, 21 de setembro de 2017

DIA EUROPEU DAS LÌNGUAS - 26 de setenbro


O que é o Dia Europeu das Línguas? 

Resultado de imagem para Dia Europeu das Línguas
    
    Na sequência do êxito do Ano Europeu das Línguas (AEL), em 2001, organizado conjuntamente pelo Conselho da Europa (CE) e pela União Europeia, o CE instituiu o Dia Europeu das Línguas, a ser celebrado todos os anos no dia 26 de setembro.



Resultado de imagem para Dia Europeu das Línguas

Porquê celebrar o Dia Europeu das Línguas?

O Dia Europeu das Línguas comemora-se anualmente a 26 de setembro para celebrar a diversidade linguística de um continente com:

 ➲ 24 línguas oficiais da UE, cerca de 60 línguas regionais/minoritárias

 ➲ muitas outras línguas que são faladas por populações de outras partes do mundo

Resultado de imagem para Dia Europeu das Línguas

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Encontro com a escritora






Beatriz Lamas Oliveira      
27/04/2017
Resultado de imagem para Beatriz Lamas

Biografia:
Beatriz Lamas Oliveira nasceu em Braga, em 1958.
Fez Medicina na Faculdade de Medicina de Lisboa e especializou-se em Medicina Tropical pelo INSA e Saúde Publica pela ENSP de Lisboa.
Nos anos 90 escreveu crónicas para o Jornal Barcelos Popular, sob o título “Ponto de Encontro” e para o Noticias do Minho, sob o título “Abertura ao Espanto”.
Fez várias exposições de pintura, usando diferentes técnicas e materiais.
A Editora GRADIVA publicou o seu primeiro romance em 1999. “O Insecto Imperfeito”.
O projeto de ilustração de 2013, para o qual foi convidada pela Bióloga Luísa Chaves foi a semente da qual germinou a ideia de escrever e ilustrar livros para crianças.
Em Novembro de 2013 decidiu criar a Escrivaninha, Editora vocacionada para a literatura para crianças e adolescentes.


           PRINCIPAIS OBRAS PUBLICADAS:

O Clube das Efes
2015, Editora Escrivaninha
A história desenrola-se na região Entre Douro e Minho, numa aldeia escondida de olhares estranhos. A ação decorre entre as férias do natal e o fim de abril, com o recomeço das aulas. Neste lugar pitoresco vivem a escritora, amiga do Avô Raposo e do neto Filipe, e de outros protagonistas …
Resultado de imagem para Beatriz Lamas


O Mocho Sábio2014, Editora Escrivaninha
"O Mocho Sábio" conta a história de um casal de mochos galegos, a Sancha e o Raimundo, que estão apaixonados e   escolheram um bonito local para viver. Mas a Sancha não consegue pôr ovos e anda muito triste. O casal tem um amigo sábio, o mocho Al-Kibir.
Resultado de imagem para Beatriz Lamas Oliveira


Resultado de imagem para Beatriz Lamas Oliveira
A raposa Sebastiana
2016, Editora Escrivaninha
3º Livro da Coleção VIDA SELVAGEM, com prefácio do Professor Alexandre Valente.


CALENDÁRIO das sessões – 5ª feira, 27 de Abril

Hora
Turma
Discp/Professor
11h
5ºD
MAT/Rosário Costa
5ºE
PORT/Rosa Caçador
5ºF
MAT/ Teresa Rodrigues
5ºG
CNA/Casimira
14:15h
5ºA
PORT/Elisabete
5ºB
ING/Natália
5ºC
CN/Rosário Costa





quinta-feira, 23 de março de 2017

SEMANA DA LEITURA - 2017



11ª EDIÇÃO DA SEMANA DA LEITURA – 2017
 BE/CRE EB Dr. João Rocha - Pai
                                                            ATIVIDADES

DIA
27/03
28/03
29/10
30/10
31/10
HORA
ATIVIDADES
TURMAS
ATIVIDADES
TURMAS
ATIVIDADES
TURMAS
ATIVIDADES
TURMAS
ATIVIDADES
TURMAS
8.30 - 9.30

“NEWTON gostava de LER”
7ºC - Fátima
O 7ºE convida
“a ler+”
6ºD - Carla
O 7ºF convida
“a ler+”
6ºB- Regina
O 7ºC convida
“a ler+”
6ºF - Paula



Encontro com a escritora Alice Sarabando
5º A -Elisabete
5ºE- Rosa

9.45-10.45

“NEWTON gostava de LER”
7º D - Fátima
“Era uma vez…Ler+ na BE”
1º Ciclo
O 7ºF convida
“a ler+”
6ºA - Regina


5ºD-Natália
5ºB-Elisabete
10.55- 11.55



“Era uma vez…Ler+ na BE”
1º Ciclo
“Era uma vez…Ler+ na BE”
BE de Fonte de Angeão
O 7ºC convida
“a ler+”
6ºE- Paula
5ºC- Natália
5ºF- Rosa
5ºG-Regina

12.05-13.05


O 7ºD convida
“a ler+”
6ºC - Carla
“Era uma vez…Ler+ na BE”
BE de Fonte de Angeão













14.15- 15.15




“Era uma vez…Ler+ na BE”
BE de Fonte de Angeão




19.30





JANTAR LITERÁRIO








quinta-feira, 2 de março de 2017

Concurso Literário João Grave - 2017 Tema: ESCREVER O MUNDO

REGULAMENTO


Concurso Literário “João Grave”

Normas de participação

Secção I
Introdução
A Câmara Municipal de Vagos, enquanto promotora da Cultura Vaguense e parceira da Comunidade Educativa do Concelho, e a Rede de Bibliotecas de Vagos pretendem desenvolver um papel ativo, na promoção da escrita. O presente regulamento define as normas que regem o Concurso Literário João Grave.
Secção II
Disposições Gerais
Subsecção I
Objeto

É objeto do presente concurso incentivar a criação e divulgação literária em língua portuguesa, de e para a população escolar do concelho de Vagos.

Subsecção II
Objetivos

O presente concurso tem como objetivos:
  • Desenvolver e consolidar competências de utilização eficaz da palavra escrita;
  • Incentivar a criatividade;
  • Estimular o envolvimento, efetivo, da população escolar;
  • Desenvolver e consolidar competências em diferentes vertentes literárias;
  • Valorizar e promover as diferentes formas de expressão escrita no concelho de Vagos.

Subsecção III
Entidade Organizadora

Promovem o presente concurso a Câmara Municipal de Vagos e a Rede de Bibliotecas de Vagos.

Subsecção IV
Destinatários

  1. O presente concurso destina-se a toda a população escolar do concelho de Vagos, sendo, a mesma, distribuída pelas seguintes categorias:
1.       Categoria A – Alunos da educação pré-escolar do concelho de Vagos;
2.       Categoria B – Alunos do 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Vagos;
3.       Categoria C – Alunos do 2.º ciclo do ensino básico do concelho de Vagos;
4.       Categoria D – Alunos do 3.º ciclo do ensino básico do concelho de Vagos;
5.       Categoria E – Alunos do ensino secundário do concelho de Vagos;
6.       Categoria F - Alunos com Currículo Específico Individual (CEI) do Concelho de Vagos.
  1. Os participantes assumem o compromisso de conhecer e acatar todas as disposições do presente regulamento.

Subsecção V

                Modalidades: prosa, poesia.

Prémios, Diplomas e certificados

1.       Os prémios a atribuir no Concurso Literário João Grave para cada categoria são os seguintes:

1.1    Categoria A  – um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, para o Jardim-de-infância vencedor, no valor de 150€
1.2   Categoria B  –ao vencedor desta categoria um prémio patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, no valor de 100€; à Escola do vencedor um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, no valor de 100€;
1.3   Categoria C  – ao vencedor desta categoria um prémio patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, no valor de 100€; à Escola do vencedor um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, no valor de 100€;
1.4   Categoria D  – ao vencedor desta categoria um prémio patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, no valor de 100€; à Escola do vencedor um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, no valor de 100€;
1.5   Categoria E  – ao vencedor desta categoria um prémio patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, no valor de 100€; à Escola do vencedor um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, no valor de 100€;
1.6   Categoria F - ao vencedor desta categoria um prémio patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, no valor de 100€; à Escola do vencedor um prémio patrocinado pela Câmara Municipal de Vagos, no valor de 100€.

  1. Os alunos, residentes em Vagos, que frequentem escolas fora do concelho serão integrados na categoria correspondente ao seu nível de ensino, ficando desde já determinado que não será atribuído prémio à escola que frequentam.
  2. A divulgação dos vencedores e a cerimónia de entrega dos prémios ocorrerá durante o mês de maio/junho, em dia a definir, e será publicado no portal da Rede de Bibliotecas de Vagos (rbv.cm-vagos.pt), assim como, na página da Câmara Municipal de Vagos (www.cm-vagos.pt).
  3. Todos os premiados serão notificados, por escrito, nos três dias úteis imediatamente antecedentes à cerimónia de entrega dos prémios.
  4. Caso o júri o entenda, poderão ser atribuídas menções honrosas em cada categoria do presente concurso.
  5. Aos premiados será distribuído um diploma e a todos os concorrentes um certificado de participação.
  6. Os prémios patrocinados pela Caixa de Crédito Agrícola de Vagos, a título individual, correspondem a um Tablet no valor aproximado de 100€ cada um.
8.       Os prémios patrocinados pela Câmara Municipal de Vagos, a atribuir à escola do vencedor,  destinam-se a aquisição de livros para as respetivas bibliotecas escolares.


Secção III
Disposições Específicas

Subsecção I
Entrega dos trabalhos

  1. Os trabalhos a Concurso deverão ser entregues, em mão ou via correio, até ao dia 5 de maio de 2017
a)      Em mão, na Câmara Municipal de Vagos, Rua da Saudade, durante o horário de expediente: segunda a sexta-feira, entre as 9:00 e as 16:00 horas;
b)      Via correio através de carta registada com aviso de receção, dirigida a:
                                                                        Concurso “João Grave”
                                                                        Câmara Municipal de Vagos
                                               Rua da Saudade
                                               3840-420 VAGOS

2.       Os trabalhos a concurso deverão ser entregues ou enviados em envelope fechado,
         contendo no seu exterior, apenas, a inscrição do pseudónimo no espaço destinado ao
         remetente (ver  Subsecção III).
  1. Não serão aceites trabalhos cuja data de receção seja posterior à data limite para a entrega dos mesmos.

Subsecção II
Receção dos Trabalhos

  1. Os trabalhos entregues em mão na Câmara Municipal de Vagos serão numerados por ordem de chegada, na frente do concorrente.
  2. As propostas remetidas por correio, registadas com aviso de receção, serão numeradas com o número de entrada de correspondência respetivo.

Subsecção III
Tema e Condições de Participação

  1. Os trabalhos apresentados deverão estar subordinados ao tema: “ Escrever o Mundo”
  2. Para cada categoria serão aceites trabalhos nas seguintes condições:

2.1   Categoria A – Podem participar todos os Jardins-de-infância do concelho de Vagos, devendo a sua participação ser efetuada em grupo (nas modalidades – pequeno grupo ou grande grupo). O(s) texto(s) deverão ser produzidos pelas crianças, sendo transcritos pelo(a) Educador(a).
2.2   Categoria B – Podem participar todos os alunos do 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Vagos, de forma individual.
2.3   Categoria C – Podem participar todos os alunos do 2.º ciclo do ensino básico do concelho de Vagos, de forma individual.
2.4   Categoria D – Podem participar todos os alunos do 3.º ciclo do ensino básico, de forma individual.
2.5   Categoria E – Podem participar todos os alunos do ensino secundário ou profissional do concelho de Vagos, de forma individual.
2.6   Categoria F – podem participar todos os alunos com Currículo Específico Individual (CEI) do Concelho de Vagos, de forma individual.
b) Os trabalhos dos alunos CEI podem também ser escritos com recurso a um Sistema de Comunicação Alternativo e Aumentativo.
c) Os textos produzidos pelos alunos CEI podem ser elaborados através do dispositivo didático "Ditado ao Adulto".

  1. Para os trabalhos escritos, o texto deverá ter até 10 páginas A4 (incluindo ilustrações), com um espaçamento de 1,5 linhas, com tipo de letra “Arial”, tamanho 12, espaçamento "normal". Os trabalhos deverão ser entregues num envelope fechado, identificado no exterior apenas com o pseudónimo, contendo, para além do texto em papel, um CD (não regravável) contendo o texto original num ficheiro de formato Microsoft Word (.doc / .docx) Rich Text Format (.rtf) ou PDF.
  2. Entrega de trabalhos: os trabalhos devem vir acompanhados por um envelope fechado, contendo no exterior o pseudónimo e no interior a identificação do autor, com os seguintes dados:
a)      Nome;
b)      Data de Nascimento;
c)       Número de Telefone;
d)      E-mail;
e)      Morada;
f)       Nome da Escola;
g)       Turma;
h)      Ano de Escolaridade.

  1. Os dados de identificação indicados no ponto anterior são obrigatórios, sendo que a sua omissão resultará na exclusão do concurso.
  2. No exterior de todos os envelopes deverá constar o pseudónimo com que se assinou o texto e a categoria em que concorre.
  3. No trabalho não deverá constar nenhum elemento identificativo do autor, à exceção do pseudónimo, sob pena de exclusão do concurso.

Subsecção IV
Do Júri

  1. O Júri de Seleção será composto por tês professores bibliotecários da Rede de Bibliotecas de Vagos, um representante do pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Vagos, um coordenador do departamento do pré-escolar (Agrupamento de Escolas de Vagos), um coordenador do 1º ciclo do escolar (Agrupamento de Escolas de Vagos) , um coordenador do departamento de Educação Especial ( Agrupamento de Escolas de Vagos), um coordenador do 2º ciclo ( Professor de Português) proveniente do CDNSA, um coordenador representativo do 3ª ciclo / Secundário (Professor de Português) proveniente da EPADRV.
  2. Caberá ao Júri decidir sobre todos os casos omissos no presente Regulamento.
  3. Das decisões do júri não haverá recurso.
4.       O júri reserva-se o direito de não atribuir qualquer prémio, caso os trabalhos não apresentem, na sua opinião, a qualidade necessária.
5.       Os membros do júri não terão acesso aos dados pessoais dos autores, cabendo ao secretariado do concurso a preservação do sigilo durante o processo de seleção dos textos.
Subsecção V
Apreciação dos Textos

Os trabalhos apresentados a concurso serão avaliados, pelo júri, quanto aos seguintes critérios de apreciação:
·         Adequação ao tema proposto;
·         Criatividade;
·         Originalidade;
·         Organização/composição
Secção IV
Direitos Intelectuais e de Utilização
Subsecção I
Direitos de Autor

  1. Só serão aceites trabalhos inéditos.
  2. O plágio, cópia ou uso indevido de obras conhecidas será punido com a desqualificação do trabalho a concurso.

Subsecção II
Direitos de Utilização

Todos os trabalhos admitidos a Concurso, poderão ser utilizados, de forma gratuita, pela Câmara Municipal de Vagos em todas e quaisquer atividades futuras, encarregando-se esta de identificar os respetivos autores.